s.e. IX

.
.
.......... Uma brisa abrasiva, efêmera como um Teatro; uma brasa cintila sob a água que o céu alforria (ainda que a expressão efemeridade seja muito mal entendida). A nuvem de sempre
.......... que não se repete, uma essencia
.......... lidade repercute, um jarro de suco
.......... puro, a direção de uma rua renovada ao contrário no espelho do táxi.
.
25maio98
.
.

Nenhum comentário: