iras

.
.
.
...... IR AO IRADO
.
................ Sou contra
................ Ao mal das pessoas de bem e à bem pior crosta
superficial das outras
................ Sou contra o sujeito que mal ou bem comenta o livro sem nunca ter ido até o fim
................ Sou contra
................ Sou contra a criação de espelhos e ao introspectivo da
praça que está pouco se lixando para as plantas
................ Sou contra a dicotomia matéria/espírito atormentando a vida toda
................ Sou contra os números primos
................ Sou contra a ampulheta úmida, isso quer dizer estas
pernas bestas descansando em férias
................ Como se fosse possível a ideia de férias – em pleno meio-dia
................ Em plena meia-noite
................ Sou contra tanta badalada vazia chamando para a missa
................ Sou contra a violência burra (a inteligente pode)
................ Sou contra qualquer arquétipo inflexível
................ Como a teimosia do bode ou a bronquice da bruxa
................ Ou a apoplexia bruta do judiciário sistema (ou politicário
.................................................................................. ou bancário
.................................................................................. ou sanitário
.................................................................................. ou carcerário
.................................................................................. ou diplomático
.................................................................................. ou diário)
................ Sou contra os astros que repelindo o vácuo se desprezam
................ (sou contra os números primos porque não se irmanam)
................ Peremptoriamente sou contra quem é contra os
grafiteiros
................ E contra quem não enxerga a vontade de vida por trás dos maníacos que picham
................ Sou contra o não ir à ira
................ Que ela venha e nos tome ou ao contrário
................ Depois se debruce no abismo da verdade e morra como
tudo
.
.
.
...... IRA AOS PEDAÇOS
.
................ Sou a favor deste sabonete específico
................ Cujo odor relevando o excessivo
................ Vivo me mantém

.
jul.98
.
.

.
.
.

.

3 comentários:

Flávia Ferraz disse...

"Teimosias de bode e bronquices de bruxa" me dizem alguma coisa...

edu brito disse...

justamente

óli de castro disse...

maravilhoso!