VI 13


..
.
Manhã prateada. Ela é uma mulher andando firme, provavelmente no ritmo do que ouve pelos pequenos fones nos ouvidos. Da cintura pra baixo está toda de preto, tênis e uma calça de tecido elástico. Em cima um casaco verde, nem escuro nem claro, fofo, com o zíper fechado. Na cabeça um boné branco, por cujo buraco de trás sai o rabo-de-cavalo loiro, curto e crespo. À mão esquerda leva algum papel amassado ou outra coisa branca inidentificável.
.
7 08 98
.
.

Nenhum comentário: