intranálise

.
.
.
Quando passo na rua tudo o que é cachorro late. Isso prova que há em mim alguma coisa de besta, alguma coisa de branco-e-preta, alguma coisa infrassonora. Acabo sorrindo ao ser assim reconhecido, e afinal quão triste seria se eles só me ignorassem.
.
fev.98
.
.
.
.
.
.

Nenhum comentário: