s.e. XXX

.
.
.......... Um coração que para. Uma corda que estala. Uma arrogância chocada consigo mesma. (Um rei pensando enquanto seu reino em polvorosa lá fora.) Uma viola da gamba ao fundo do mar da Malásia. Um ímã se cansa. Uma cascata injetada de câmera lenta. (Um rei e seu reino em polvorosa lá fora.) O rio que de vez se solidifica. O passarinho cai seco em som surdo como reação ao gás. O interruptor futuro não sabe o que ilumina. (O rei está ridiculamente sozinho no mundo, e balem os canhões.)
.

25ago98
.
.

Nenhum comentário: